Alto da Boa Vista

Morar no Alto da Boa Vista seria um sonho, porém você teria que desembolsar uma boa quantia para poder comprar uma casa nessa bairro. Fora a nobreza daqui (que por sinal não é nada pomposa, até porque seus moradores são bem tranquilos e em paz com a natureza), a Floresta da Tijuca propõe um passeio e tanto, são cachoeiras, trilhas e visuais de tirar o fôlego, como a Vista Chinesa.

Não se engane, caso queira arriscar uma trilha (seja a pé ou de bike), considere levar um casaquinho, aqui em cima são registradas as menores temperaturas da cidade, em qualquer época do ano (ou seja, é possível que no verão a temperatura por aqui caia pra menos de 11 ºC).

Uma boa forma de chegar às cachoeiras da Floresta da Tijuca é de bike. Se não tiver uma, alugue com a Bike Rio do Itaú. Suba a rua Pacheco Leão (pedalando, haja preparo!), mas não esqueça de levar uma gatorade, ou algo do tipo – confie em mim. Logo na primeira parada, a Cachoeira do Horto, você encontra um verdadeiro oásis dentro do Parque Nacional da Tijuca, onde o banho é permitido (é melhor evitar os finais de semana, pois costuma lotar).

Se você pretende imergir nessa atmosfera zen do bairro, tem um Bed & Breakfast, chamado Baobá, bem charmoso, que fica no meio da Floresta da Tijuca. Eu já fiquei e super recomendo, a equipe é muito prestativa. Procure por Pedro, e peça umas dicas de onde almoçar, o que fazer – ele é ótimo, e ainda me levou à vários lugares.

Pra chegar até aqui você pode optar pela Avenida Edson Passos, para quem vem da Zona Norte pela Tijuca e Usina; pela Estrada das Canoas e pela Estrada da Gávea Pequena, de quem vem da Zona Sul por São Conrado; pela Estrada do Horto de quem vem também da Zona Sul pelo Jardim Botânico e Horto; pela antiga Estrada de Furnas de quem vem da Barra da Tijuca e do Itanhangá; pela Estrada das Paineiras de quem vem do Cosme Velho e Laranjeiras e também pela Rua Amado Nervo, próximo à Praça Afonso Viseu, para quem vem do Centro, de Santa Teresa ou da Estrada do Sumaré.

Há os corajosos que encaram a subida de bicicleta (haja preparo!). Basta seguir a rua Pacheco Leão no Jardim Botânico.

Fica a dica! Tem um passeio de jipe suuuper legal pela Floresta da Tijuca. Recomendo, mas não esqueça o repelente!