Qual será futuro das diárias no aluguel de temporada ?

Qual será futuro das diárias no aluguel de temporada ?

E só se fala em mercado fraco, crise e por ai vai… as vendas caíram a níveis muito baixos e se voce tem propiedades para locação no Rio de Janeiro, voce tem que sobreviver a um anúncio sobre a violência e o abandono da cidade, todos os dias os jornais noticiam, não que seja “fake news”, mas sempre menos do que se publica, mais essa não é a primeira vez que passamos por isso, o fato é que temos que pagar nossas contas.  Agora, isso não se deve somente a crise  e a violência, mas algo muito mais profundo, os preços estão caindo no  mundo, mas voltando para  aqui nosso Brasil, houve um aumento significativo de oferta, e não estou citando, o efeito que os grandes eventos deixaram, existe derrame de aptos que antes eram somente para aluguel convencional no mercado, na tentativa de achar um novo camimho para compor o orçamento,  essas propiedades estavam vazias a algum tempo, e os custos de um apto fechado com suas taxas e condomínios  que muito de tão caros custam mais que os aluguéis. Durante um tempo por conta da oferta baixa de propriedades e uma demanda alta por conta dos eventos, mais os preços abusivos dos hotéis, podíamos cobrar uma diária que  fez parecer que se ganharia muito mais com aluguel de temporada, o que não é verdade, o que ocorreu é a velha máxima de mercado quando maior a oferta, menor é o preço e vice versa.

A Era da tabela de preços acabou

Para quem já está no mercado a muito tempo, vai se lembrar das tabelas com as diárias separadas por alta, média e baixa temporada, com os cliques, apontando preferências, gostos e vontades em tempo real, a idéia de um tarifário com preços prévios está descartad, por não refletir mais uma realidade. Por isso um sistema de gestão de vendas é imprescindível para o negócio de Aluguel por temporada. São muitos itens que mantém voce no equilibrio desse mercado, concorrência, bons depoimentos, experiência do cliente, demanda, oferta e tudo isso em tempo real. O algoritmo não cuida disso, ele traduz isso, te dando visibilidade ou não e pode acreditar meu parceiro, conseguir visibilidade hoje é o negócio do momento.

Qual é o preço, afinal …

Precificar seu espaço é uma tarefa árdua para muitos proprietários e administradores. Hoje você precisa de esquecer o preço emocional, estranho essa expressão, mais é isso mesmo, sabe aquela frase comum, por esse preço prefiro que fique ai fechado, porque lutei muito pra comprar esse imóvel e etc…, pois é, eu sei que você sabe, mas vou repetir, que mesmo que você seja o proprietário do imóvel e este esteja quitado, ele tem um custo diário e uma consequente depreciação por falta de uso, e isso não é barato não.

Eu proponho o óbvio, qual é o custo desta propriedade anualmente ? A partir daí criar uma meta de receita a ser alcançada, dentro desses 365 dias, e esquecer a tal da diária.

Vamos pensar nisso ???

Primeiro de tudo, ja te ocorreu que o novo R$ 100,00 pode ser R$ 80,00 agora ?  Aí complica.

Vou dar um único exemplo, Gmail, basicamente de graça, mais a bem pouco tempo atrás, você para ter um e-mail,  precisava pagar um daqueles pacotes da uol, aol, globo.com e por ai vai (ainda existem até hoje), esse é um bom exemplo do que o mercado chama de Freemium: este talvez seja o mais revolucionário modelo de negócios para o grátis: há duas versões do mesmo produto, a versão grátis e a versão paga. Na versão grátis o usuário em geral pode fazer muita coisa, mas se ele estiver muito adaptado ao programa, ou jogo, ou site, talvez ele aceite pagar alguns dólares para ter novas funções ou alguns privilégios, eu vou dar um outro exemplo de como a tendência dos preços é cair, comecei como agente de viagens  e trabalhava  numa agência;  ter um agente de viagens, era um luxo ( hoje só existe na lista de animais em extinção) , vi os preços das passagens despencarem, ao ponto de hoje, você consegue emitir bilhetes aéreos de milhas, sem ter voado uma milha sequer.

Chris Anderson, autor do best-seller “A Cauda Longa”, trata em “Free”, a estratégia usada por gigantes como Google e Youtube para oferecer produtos gratuitos e mesmo assim serem empresas bilionárias.

“Os custos associados à crescente economia online se aproximam de zero em uma velocidade incrível. Nunca no decorrer da história humana, os insumos primários em uma economia industrial tiveram os preços reduzidos tão rapidamente e por tanto tempo.”

Você não é mais o mesmo, com certeza e os preços também não.